fbpx

Sexo anal? Elas podem gostar e pedir sim!

Apesar de ser uma das maiores taras do público masculino, o sexo anal ainda acompanha alguns tabus, como já sabemos e comentamos aqui no blog. Hoje o que iremos enfatizar não é o “dou ou não dou, eis a questão”, isso já está muito mais resolvida na cabeça de maioria das pessoas com uma vida sexualmente ativa, o que ainda gera dúvidas éa parte física. Então vamos lá!

O ânus não possui qualquer lubrificação, logo para muitos é sinônimo de dor e incômodos. Para que isso não aconteça, os praticantes foram buscando meios de fazer o prazer ser o mesmo para ambos. A coisa dá tão certo que além de gostarem elas passaram a pedir bis.

Está se perguntando se foi através de mágica ou hipnose? O caminho é bem mais simples, e a Preserv como incentivadora do prazer vai te dar as dicas.

A prioridade zero é o preservativo em mãos, pois a proteção também é fundamental durante o sexo anal, que tem o risco aumentado de transmitir doenças sexualmente transmissíveis devido a pouca lubrificação da área e com isso a facilidade de fissuras, o lubrificante íntimo também fará um papel importantíssimo neste primeiro momento, evitando os desconfortos citados acima. Agora vamos a melhor parte, a prática:

Muito tesão! Ele irá conduzir o caminho das mais loucas fantasias do par se for bem trabalhado. Uma boa dica é começar pelo sexo oral, que deixa qualquer mulher no nível máximo de excitação, e quando ela estiver perto de gozar, sutilmente assuma o comando “por trás” acariciando com os dedos. Se ela continuar relaxada e permitir as carícias, não pare!

Agora é escolher uma posição que a deixe confortável e que ela possa controlar a intensidade da penetração, que neste primeiro momento não deve ser profunda. Posições que podem ser bem confortáveis para elas neste momento são as clássicas, de ladinho e de bruços com um apoio por baixo que pode ser uma almofada. A posição de quatro não é indicada para as iniciantes, por não favorece-las tanto no quesito conforto. Neste primeiro momento ela deverá controlar a intensidade da penetração e o par obedecer, pois isso aumenta a confiança entre o casal. Se ela pedir para parar, obedeça sempre!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *